Hereditariedade

Doença de Gaucher é um erro inato do metabolismo. Enfermidades metabólicas inatas são aquelas condições resultantes do mau funcionamento em um ou mais dos muitos processos químicos individuais do corpo.
Quem determina a produção da enzima beta-glicosidase que fará a “digestão” dos glicocerebrosídeos, substâncias produzidas no nosso organismo, são um par de genes formado por um gene do pai e um gene da mãe.
A constituição genética do ser humano é composta de cerca de 30.000 pares de genes, 30.000 que vieram do pai e 30.000 que vieram da mãe, e determina tanto a aparência da pessoa como o funcionamento do corpo, que chamamos de metabolismo, veja abaixo a Figura 1.

tabela1

Todos nós carregamos cerca de 10 genes que são deficientes, mas como sempre temos um par de genes para determinar as características do nosso corpo, se um gene é normal não teremos problema. Quando dois genes deficientes se unem acontece uma doença causada por uma enzima que não funciona direito. Portanto, a doença de Gaucher é herdada dos pais e a forma de herança é chamada de autossômica recessiva, ou seja, é necessário existirem dois genes deficientes (gg) para que a doença aconteça. O risco de um casal que teve um filho com doença de Gaucher ter outro filho ou filha com a doença é de 25% a cada gestação, como ilustrado na Figura 2.

tabela2

Se uma pessoa que tem a doença de Gaucher (gg) se casa com um portador de um gene deficiente (Gg) ele terá um risco de 50% de ter um filho ou filha com a doença (Figura 3). Por esta razão é desaconselhável o casamento entre familiares que possuam membros com doença de Gaucher na família, a probabilidade de encontrar alguém portador será maior. Se duas pessoas que têm a doença de Gaucher se casarem, todos os filhos e filhas terão a doença, não há nenhuma chance de terem filhos ou filhas normais.

tabela3

Veja também:

Sintomas | Hereditariedade | Exames | Prevenção e Tratamento